OBJETIVOS DO BLOG

O OBJETIVO PRINCIPAL DESTE BLOG É FOMENTAR CADA VEZ MAIS AS HQ POSTANDO GRATUITAMENTE SCANS DE HQ AINDA INÉDITAS NA WEB. OS SCANS SERÃO ‘IN NATURA’. SOMENTE RESTAURAREI AS CAPAS PARA O POST FICAR MAIS BEM ACABADO. O MIOLO SERÁ SEM RESTAURAÇÃO. CLARO QUE PODEREI POSTAR ALGUMAS COISAS TOTALMENTE RESTAURADAS CONFORME O TEMPO PERMITIR. NO ENTANTO ACHO MELHOR GASTAR TEMPO DIGITALIZANDO. QUALQUER UM PODERÁ BAIXAR O MATERIAL, TRATAR E MANDAR PARA OUTROS BLOGS. APENAS PEÇO PARA EM HIPÓTESE ALGUMA COMERCIALIZAR OS SCANS, SENÃO VIRA PIRATARIA. NÃO DEVE HAVER RECOMPENSA FINANCEIRA, APENAS COMPARTILHAMENTO. EVENTUALMENTE PODEREI POSTAR OUTRAS COISAS QUE ACHAR INTERESSANTE COMO MÚSICAS, FOTOS ETC.

ABRAÇOS A TODOS (NÉIA E JOÃO)

Anúncios

18 comentários sobre “OBJETIVOS DO BLOG

  1. Olá meus amigos Neia e João,
    Fiquei muito contente de ver a iniciativa de vocês de criarem um blog para postar scans de quadrinhos.
    Na verdade nós todos que já postamos muitas colaborações produzidas por vocês, já sentimos que vocês dois fazem parte dessa grande galera, que luta para preservar a memória da Nona Arte.
    Desejo muito sucesso a esta nova iniciativa. E todo o material do nosso blog, o Fantasma Brasil está a disposição de vocês.
    Grande abraço a vocês
    Sabino
    blog Fantasma Brasil (fantasmabrasil.blogspor.com.br)

    Curtido por 1 pessoa

  2. Neia e João:

    Tenho visto muito o nome de vocês em scans para download.

    Fiquei curioso de saber quem seria esse casal que disponibiliza tantos scans assim na Internet, ainda mais que eu sei o trabalho que dá para escanear uns poucos exemplares. Imagine então o que vocês escaneiam e ainda restauram.

    Às vezes, fico curioso em saber se vocês têm todos esses exemplares que vocês escaneiam.

    De qualquer modo, fico feliz pela iniciativa de vocês em abrirem este blog para disponibilizarem os scans que ninguém fez ainda.

    Isso agilizará bastante eu completar minhas coleções, principalmente da EBAL.

    Obrigado mesmo!

    Curtir

    • Olá João. Também sou apaixonado pelos tempos áureos da EBAL. A grande maioria dos nossos scans é de minha coleção pessoal. Às vezes faço tratamento em materiais digitalizados por outros amigos. Néia, minha esposa, participa menos, mas está sempre presente. Espero corresponder as expectativas quando ao nosso blog. Seus scans da Disney que mandou para A Gibiteca são sensacionais. Muito obrigado.

      (Néia e João)

      Curtir

      • João e Neia:

        Agradeço pelos seus agradecimentos com relação aos meus scans.

        Se bem que eu não fui muito, digamos, magnânimo quando digitalizei a minha Enciclopédia Disney e os 4 Mundos Encantados de Walt Disney.

        Na verdade, era um sonho infantil meu ter um livro que tratasse de tudo que fosse conhecimento humano e coubesse no meu bolso, assim como os escoteiros-mirins tem seu famoso Manual dos Escoteiros-Mirins que os livram de qualquer situação.

        Quem leu gibis na infância deve ter cultivado a fantasia de ou ter um robô como o garoto do seriado Perdidos no Espaço ou um Manual do Escoteiro-Mirim, para não só compreender o mundo à sua volta mas como também sentir-se seguro em relação ao mundo desconhecido.

        Hoje eu tenho um tablet de 10 polegadas e sinto-me orgulhoso em possuir essa Enciclopédia Disney entre outros scans que leio no mesmo.

        He, he… Chego até mesmo a ficar meio paranoico com meu acervo digital, mantendo em HD’s externos pelo menos umas 3 cópias de todo meu acervo digital quadrinístico que já está próximo de completar 40.000 exemplares.

        Enfim, os quadrinhos para quem aprendeu a gostar deles desde a infância, é a maior fonte de enriquecimento cultural para o indivíduo que quer elaborar melhor seus conceitos sobre a vida e o mundo, ao invés de ficar seguindo sempre a manada e suas velhas opiniões formadas sobre tudo.

        Deixo aqui meus parabéns pelo trabalho que vocês tem elaborado e disponibilizado pela Internet para cada vez mais pessoas retornarem aos seus hábitos de leituras quadrinísticas.

        Curtir

      • Olá João.
        Nossa história é bem parecida. Também assisti os mesmos seriados e com a mesma alegria de uma infância muito feliz. Queria que os jovens de hoje pudessem vivenciar as mesmas experiências. Contudo parece que mundo está… ‘diferente’. Felizmente podemos preservar nossas HQ digitalmente. É isso que fez-me apaixonar pelos scans. Também tenho um HD de 1 Tera e igual a você pelo menos 2 back ups (medão de perder tudo rs rs rs)
        Grande abraço (João Carlos) – Néia e João

        Curtir

      • João:

        Compreendo.

        Já pensei nisso de como o mundo seria hoje se os gibis ainda fossem uma coqueluche entre a garotada.

        Acho que cada coisa a seu tempo.

        Através dos gibis vivíamos aventuras imaginárias e íamos absorvendo de forma lúdica os conceitos morais e éticos tão necessários para nos tornarmos cidadãos de bem conforme os padrões daquela época.

        Oras, o que nos atraía nos gibis era justamente as aventuras imaginárias que vivíamos através deles de forma passiva e sem ter como mudar o rumo da história.

        Hoje, através do videogame a garota vive aventuras virtuais interagindo e criando a história a cada nova partida que ela joga.

        Pense bem: não tínhamos videogame e por isso éramos agentes passivos nas histórias em quadrinhos que os adultos escreviam para nós.

        Agora, no videogame as crianças são agentes ativos no desenrolar da história.

        Essa é a principal diferença de nosso tempo para o de hoje.

        Se os videogames desaparecessem da face da terra, com certeza, a garotada se voltaria novamente para os gibis como principal meio de entretenimento.

        Curtir

  3. É com muita satisfação que encontrei seu blog, sempre vejo scans de vocês.

    Eu ainda leio gibis até hoje, confesso que ainda vou nas bancas de jornais para comprar, mas tento ser mais seletivo hoje em dia. Minha única preferência é por quadrinhos da linha Disney, revistinhas que acompanho desde a década de 1960. Infelizmente, muita coisa minha em papel já está se perdendo pela ação do tempo, estes scans foram a alternativa que consegue me dar tanta satisfação quanto as publicações em papel, tive de me adaptar.

    Frequentava muito os sebos no centro de São Paulo, e infelizmente os quadrinhos Disney antigos andam extremamente escassos, por isto os scans acabaram se tornando minha unica opção.

    Não tenho mais scanner, quebrou, e não entendo nada de tratamento de imagens. Mas andei pensando em digitalizar alguma coisa que tenho em casa usando meu tablet android/iPad ou mesmo a camera do meu celular, será que funcionaria a contento para uma eventual restauração?

    obrigado de qualquer forma por compartilhar sua coleção.

    Curtir

    • Sinceramente não sei se o scan vai ficar bom assim. Talvez vala pena tentar. Sei que a câmera funciona bem para grandes pranchas que não cabem no scanner. De resto acho que o scanner é melhor.
      (Néia e João)

      Curtir

  4. Parabéns Néia e João pelo ótimo trabalho de vocês, meu filho simplesmente adorou os scans do Bolinha e da Lulu, ainda mais agora que estas revistas foram canceladas!
    Mais uma vez parabéns e muito obrigado.

    Curtir

    • Roger,

      Que alegria para mim e para Néia saber que seu filho gostou. Não há preço que pague a alegria de uma criança que gosta de quadrinhos (é uma criança, não é?). Espero que ele cresça gostando. Todas as Luluzinhas e Bolinhas que tenho eu vou postar. Depois vou tentar comprar as que não tenho para minha coleção e postar também.
      Grande abraço – (Néia e João)

      Curtir

      • Sim Néia e João, meu filho tem seis anos e adora o Bolinha (principalmente o Aranha) e a Lulu, e eu fico feliz em saber da intenção de vocês em continuar postando tais Scans.
        Mais uma vez obrigado a vocês e eu achei muito gentil vocês responderem meu comentário!

        Curtir

  5. Neia e João:

    Fico surpreso com tantas raridades que vocês postam.

    Imagino que vocês devam ter caixas e mais caixas de gibis.

    Tenho notado que desde que eu retomei minhas leituras de gibis através dos scans, também retomei meu crescimento na vida.

    Desde meus 21 anos de idade em que parei de ler gibis em função de desenvolver uma carreira profissional e achar que os gibis me atrapalhavam, sempre senti que faltava algo em minha vida e não sabia exatamente o que era.

    Essa sensação de falta se manifestava em mim através de uma saudade pungente da infância em que eu sentia que era feliz e não sabia por que.

    Tentava me compensar profissional e financeiramente desse vazio que eu sentia, achando que era besteira e que quando eu ganhasse muito dinheiro isso passaria pois como bom filho de pais portugueses, achava que dinheiro era tudo.

    Ganhei dinheiro, fui motoqueiro, fui rádio-amador, fui filatelista, fui técnico eletrônico amador montando um laboratório de eletrônica em casa mas tudo carecia de um sentido que eu não conseguia definir.

    Enfim, sentia-me um pobre homem rico.

    Chegava até a ficar com raiva de mim mesmo por ganhar bem e não conseguir ser feliz como os outros eram e que até ganhavam menos que eu.

    De repente, quando eu já contava meus 38 anos de idade, instalei Internet em casa, com rede discada ainda do IG.

    Através da Internet fui descobrindo o maravilhoso mundo dos scans e me surpreendi com o número de gibis antigos que encontrei disponíveis para download.

    Fui baixando-os, a princípio por curiosidade e depois por gosto.

    Uma nova paixão tomou conta de mim e foi tão intensa, mas tão intensa, que quando vi o site do Esquiloscan repleto de tesouros da Disney não consegui resistir: tentei de tudo para tornar-me um esquilo e ter acesso ao acervo deles.

    He, he… Sei que fui desonesto com eles mas há que se compreender que quando redescobri os gibis através dos scans eu não estava mais sendo eu mesmo: estava sendo aquela criança que fui no passado, disposta a tudo para ler um gibi, mesmo que tivesse que dar uma de irmão Metralha.

    Normalmente, essas loucuras a gente faz quando se apaixona por uma mulher. Por incrível que pareça, eu fiz porque me reapaixonei pelos gibis.

    Argh! Como toda paixão desenfreada e incontrolável na gente, essa paixão foi extremamente dolorosa, causando-me uma ansiedade fora do comum.

    Deixando as águas passadas de lado, refreei minhas ansiedades e contentei-me em completar as minhas coleções aos poucos, conforme os scans fossem aparecendo no blog Chutinosaco e outros.

    Claro, refreei porque os esquilos desmascararam o meu golpe e me expulsaram do blog.

    Enfim, retomei minha paixão pelos gibis que à princípio me causou alguns transtornos e hoje percebo que eles ajudam-me a crescer e amadurecer na vida, além de darem mais sentido às coisas que ainda faço e gosto de fazer.

    É algo assim como se uma grande parte de nossa personalidade adulta fosse a de um ou mais personagens Disney e precisássemos nos inspirar nessas histórias para sentirmo-nos vivos no mundo.

    Acredito que seja esse o motivo que me leva a ser tão dependente de histórias Disney para dar sentido e significado às coisas que faço e que vivo cotidianamente.

    É como se no meu trabalho como analista de sistemas eu não fosse eu mesmo e sim, um professor Pardal em busca de uma nova invenção que traria grandes benefícios à empresa que no caso, metaforicamente, seria Patópolis.

    He, he… Sinto-me idiota por ainda precisar dessas metáforas quadrinísticas para dar sentido à minha vida mas fazer o que? O tempo em que fui criança foi duro e ainda tive o azar de ser o penúltimo filho em uma família de 8 filhos e poucos recursos.

    Concluindo, eu posto essas minhas experiências porque sei que elas são importantes para os fãs de Walt Disney, visto que, às vezes, sentimo-nos meio esquisitos por termos certas fantasias quadrinísticas na idade em que estamos e, por isso, tentamos reprimir ou recalcar isso em nós. Eu percebi a utilidade dessas fantasias e garanto que elas não fazem mal nenhum, exceto no começo quando somos tomados de uma ansiedade fora do comum como se estivéssemos apaixonados por uma mulher muito linda.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s